This Week in the News (June 23, 2017)

Um atentado, uma célula desmantelada, e a proliferação do jihadismo

O Sahel continua a ser palco da ameaça terrorista. No passado dia 19 de Junho um ataque terrorista a Kangaba, a sul de Bamako, reivindicado pela aliança jihadista, “Groupe de soutien à l’islam et aux musulmans” dirigida pelo touareg maliano Iyad Ag Ghaly. Tendo dados os primeiros passos em Abril na sua actual configuração, esta “aliança” lançou o alerta sobre a possibilidade dos Peul pegarem em armas, confirmando-se a identidade étnica neste atentado.

Os jihadistas que atacaram um acampamento de Kangaba, uma cidade com um importante simbolismo histórico por se situar no coração do antigo império do Mandé, do qual foi capital, terão penetrado no hotel a disparar. Entre os cinco mortos, um militar português, membro da missão europeia de formação ao exército maliano (EUTMMALI). A rápida reacção da FORSAT, força especial anti-terrorista, criada após os atentados ao Radison Blu em 2015, terá impedido mais mortos.

Enquanto a preferência dos jihadistas por atacar lugares turísticos, manifestações culturais, e lugares de lazer se estende também para África, uma célula terrorista foi desmantelada em Essaouira uma semana antes do festival de Gnaoua, e as Nações Unidas, através do seu Conselho de Segurança, vão finalmente criar uma força africana anti-terrorista para a região, depois de Washington e do Reino Unido terem finalmente cedido nas suas resistências.

Cimeira da Solidariedade com os Refugiados

António Guterres chegou ao Uganda onde vai ser co-anfitrião da Cimeira da Solidariedade com os Refugiados ao lado do presidente Museveni. Mais de 500 representantes mundiais estão reunidos desde quinta-feira em Kampala, onde decorre a cimeira. Um dos objetivos da mesma é, por exemplo, angariar mais de dois biliões de dólares para o país, que é o segundo maior receptor de refugiados no mundo, e de quem se elogia o modelo de recepção.

Esta Cimeira acontece na mesma semana em que se celebrou o dia internacional dos refugiados, a 20 de Junho, ocasião aproveitada pelo Daily Maverick (África do Sul) para publicar um artigo de opinião sobre os actuais desafios que se colocam sobre os refugiados, a sua “classificação” e adaptação dos países às novas realidades dos movimentos de pessoas deslocadas, nomeadamente o reconhecimento do estatuto de refugiado ambiental.

Também Filippo Grandi, o Alto Comissário para os Refugiados, fez uma declaração esta semana enfatizando a importante ideia de que “no ambiente certo, a nossa experiência é que os refugiados trazem soluções, não problemas”.

CC BY-NC-SA 4.0 This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

CEI IUL

CEI-IUL (Center for International Studies) is a university-based multidisciplinary research center of the University Institute of Lisbon (ISCTE-IUL). CEI-IUL aims at promoting interdisciplinary research in Social Sciences, International Relations and Economy, focusing in its areas of geographic specialisation: Africa, Asia, Europe, and Transatlantic Relations.

Leave a Reply