17 MAR | Pensar África: “Da razão inocente: Portugal, Império e os reféns do futuro”

A próxima sessão do Pensar África, que terá lugar no dia 17 de Março, conta com Elísio Macamo (Universidade de Basileia) como orador convidado, que irá dar uma palestra intitulada “Da razão inocente: Portugal, Império e os reféns do futuro.”

A sessão terá lugar às 16h00 no Auditório Caiano Pereira (Edifício Sedas Nunes, Iscte) e a entrada é livre e aberta ao público em geral.

Sobre a conferência:

A conferência debruça-se sobre os espaços éticos criados pelo encontro colonial e que fazem de nós, ex-colonos e ex-colonizados, reféns dum futuro que nenhum de nós quis, mas sem o qual não nos é possível falar da experiência comum. A “razão inocente” refere-se à angústia que tem sido ocupar os espaços éticos criados pelo encontro colonial.

Sobre o orador convidado:

Elísio Macamo é professor (catedrático) de estudos africanos e sociologia na Universidade de Basileia, na Suíça, onde já exerceu as funções de Director do Centro de Estudos Africanos e de Chefe do Departamento de Ciências Sociais. Tem trabalhos na área da sociologia do desenvolvimento, do risco e ainda da metodologia das ciências sociais. Está no prelo a sua obra “Sovereign Reason: Issues in the Methodology of African Studies”, African Minds, Cape Town. É moçambicano e formou-se em sociologia na Inglaterra e Alemanha. Já foi bolseiro pós-doutoral da FCT num programa de pesquisa orientado pelo Professor Franz Wilhelm Heimer no Centro de Estudos Africanos do ISCTE.

CC BY-NC-SA 4.0 This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

CEI IUL

CEI-IUL (Centre for International Studies) is a university-based multidisciplinary research center at ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). CEI-IUL aims at promoting interdisciplinary research in Social Sciences, International Relations and Economy, focusing in its areas of geographic specialisation: Africa, Asia, Europe, and Transatlantic Relations.

Leave a Reply