“Há coisas que devem ser revistas” na lei fundamental de Angola

Os investigadores do CEI, Eugénio Costa Almeida e Fernando Jorge Cardoso, foram ouvidos pela agência Lusa sobre a eventual necessidade de uma revisão da Constituição angolana.

Os investigadores defenderam esta necessidade, alegando que “há coisas que devem ser revistas” dentro da lei fundamental de Angola. Eugénio Almeida afirma que espera que o Presidente da República de Angola “não feche as portas e que ele seja o impulsionador de uma revisão constitucional. A Constituição precisa de ser revista, há situações que devem ser revistas.”

Fernando Jorge Cardoso corrobora as afirmações de Eugénio Almeida e chama a atenção para a ideia de que o Estado angolano não tem, atualmente, “capacidade para investir”, afirmando que o plano de privatizações “está aquém” dos desejos do governo.

Leia o artigo no site da RTP e da LUSA/Sapo Notícias.

As opiniões expressas neste texto representam unicamente o ponto de vista do autor e não vinculam o Centro de Estudos Internacionais, a sua direcção ou qualquer outro investigador.

João Lourenço / foto de Olaf Kosinsky / CC BY-SA 3.0 de

CC BY-NC-SA 4.0 This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

CEI IUL

CEI-IUL (Centre for International Studies) is a university-based multidisciplinary research center at ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). CEI-IUL aims at promoting interdisciplinary research in Social Sciences, International Relations and Economy, focusing in its areas of geographic specialisation: Africa, Asia, Europe, and Transatlantic Relations.

Leave a Reply