Reflexões sobre os resultados das eleições em Itália: que solução governativa?

Filipe Vasconcelos Romão, investigador do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL), foi convidado do Jornal 2 da RTP 2 para falar sobre os resultados das eleições em Itália, que decorreram no passado dia 4 de Março, e que deram a vitória, sem maioria absoluta, ao partido Movimento Cinco Estrelas. Itália tornou-se no terceiro país europeu, a seguir a Espanha e à Alemanha, sem conseguir formar um governo estável por falta de maioria absoluta de um partido ou coligação.

O investigador começou por sublinhar que as eleições italianas costumam decorrer entre sábado e domingo, sendo que estas últimas foram concentradas num só dia, o que pode ter influenciado o número de eleitores que se dirigiram às urnas. Romão ainda referiu que a presença do antigo primeiro-ministro Silvio Berlusconi poderá fazer-se sentir na solução governativa que sair destes resultados eleitorais.

Estas eleições em Itália foram marcadas pela chegada do Movimento Cinco Estrelas, uma vez que desde 1994 o país alternava entre coligações de centro-esquerda ou de centro-direita.

Assista ao comentário completo no site da RTP Play.

CC BY-NC-SA 4.0 This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

CEI IUL

CEI-IUL (Center for International Studies) is a university-based multidisciplinary research center of the University Institute of Lisbon (ISCTE-IUL). CEI-IUL aims at promoting interdisciplinary research in Social Sciences, International Relations and Economy, focusing in its areas of geographic specialisation: Africa, Asia, Europe, and Transatlantic Relations.

Leave a Reply