Revista internacional de 2017 com Ana Isabel Xavier e Filipe Vasconcelos Romão

Ana Isabel Xavier e Filipe Vasconcelos Romão, investigadores do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL), foram dois dos convidados de Ricardo Alexandre, na Antena 1, para falar sobre os temas internacionais que marcaram o ano de 2017.

Para Ana Isabel Xavier, o ano de 2017 foi marcado pela tomada de posse de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos da América e pela coerência entre as suas acções e as promessas feitas ao longo da campanha eleitoral. As decisões de Trump acabaram por ter repercussões não só ao nível da política interna (a sua “obsessão pelo fim do ObamaCare”) como também ao nível internacional (os casos da Coreia do Norte e do reconhecimento de “Jerusalém como capital formal de Israel”).

No que diz respeito ao Brexit, a investigadora do CEI-IUL referiu que o activar do artigo 50 do Tratado de Lisboa “foi uma oportunidade renovada para os Estados-membros se reorientarem e reunirem em torno do projecto europeu”. Quando começaram as negociações do Brexit, a UE fez questão de salientar que qualquer Estado-membro que quisesse seguir o caminho do Reino Unido, enfrentaria um processo extremamente “complexo, penoso e moroso”.

Filipe Vasconcelos Romão destacou a eleição de Emmanuel Macron como Presidente de França, um reforço da ideia de Europa e o atenuar de um “susto” com a possibilidade da chegada da extrema-direita à presidência francesa. A vitória de Macron veio demonstrar que as duas principais forças políticas do país (republicanos e socialistas) “tinham pés de barro nos últimos anos”.

Relativamente ao processo independentista da Catalunha, o investigador do CEI-IUL sublinhou que “é o bloco independentista que se impõe e detém a maioria” no parlamento catalão, mostrando que “o nacionalismo de centro-direita não estava morto”. As eleições de 21 de Dezembro vieram confirmar a força do Ciudadanos no panorama político de Espanha e a queda do PP, sendo que esta última consequência em nada beneficia o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, especialmente depois da activação do artigo 155º. “Só com uma ilegalização, semelhante à ocorrida no País Basco, é que seria possível conformar um governo espanholista na Catalunha”, sendo que não se prevê que sejam convocadas novas eleições na região.

Para ouvir, na íntegra, no site da RTP Play.

French President Emmanuel Macron welcomes President Donald J. Trump in Paris, July 14, 2017. Photo by Dominique Pineiro / CC BY 2.0

CC BY-NC-SA 4.0 This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

CEI IUL

CEI-IUL (Center for International Studies) is a university-based multidisciplinary research center of the University Institute of Lisbon (ISCTE-IUL). CEI-IUL aims at promoting interdisciplinary research in Social Sciences, International Relations and Economy, focusing in its areas of geographic specialisation: Africa, Asia, Europe, and Transatlantic Relations.

Leave a Reply